a caiadeira

 

 

 

Uma das coisas que mais gosto….é de caiar !

 

Tudo começou em 1987 quando a linda casinha saloia da minha tia, de velhas paredes caiadas, barras azuis e portas vermelhas, apareceu de paredes cinzentas e lisas rebocada a cimento.

Foi um tremendo choque quando ela me mostrou o resultado da obra.

Eu que nessa altura fazia o curso de cenografia e adorava  tecnologia de materiais,  olhei para o frio e vazio daquelas paredes aprumadas e disse para a minha tia – “Bem então vou ter que começar a caiar estas paredes para que daqui a uns anos elas voltem a ter a textura, o brilho e a luz que tinham.”

 Era como fazer um cenário. Mas sem artíficios e para conseguir aquelas camadas de cal de centrímetros que as paredes tinham, sería um cenário a longo prazo!

Eu já tinha visto ali algumas mulheres a caiarem  e parecia muito fácil.

Fiz umas perguntas à vizinhança que tinha as casas caiadas, fui comprar as pedras de cal e os vassouros e meti mãos à obra!

Não imaginava que a cal não tinha nada a ver com a tinta e que ao fim do 1º dia as paredes continuavam cinzentas e o chão tinha mais cal que as paredes!  Mas quando ao acordar no dia seguinte vi que as paredes já tinham um ar branco…. peguei no vassouro e continuei a caiar.

E certo é que a luz e a textura da cal voltaram a fazer brilhar aquelas paredes, não em centrímetros de espessura, mas em milímetros !

 

 

Continua brevemente !

 

página seguinte

0 Responses to “A CAIADEIRA”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: